A “Hermetic Order of the Golden Dawn” ou Ordem da Aurora Dourada foi uma ordem esotérica e sociedade secreta fundada no Reino Unido no final do século XIX.

Ela desempenhou um papel importante no desenvolvimento da magia ritualística e do ocultismo ocidental, influenciando muitos aspectos do movimento esotérico e místico subsequente.

Ela foi fundada em 1888 por três maçons britânicos: William Wynn Westcott, Samuel Liddell MacGregor Mathers e William Robert Woodman.

Os fundadores da Ordem da Aurora Dourada: Woodman, Westcott e Mathers

A ordem teve como base o estudo e a prática de várias disciplinas esotéricas, incluindo magia, alquimia, astrologia, cabala, tarot e hermetismo.

A Golden Dawn desenvolveu um sistema hierárquico e ritualístico com base em graus, e os membros passavam por uma série de iniciações e estudos para progredir na ordem. Eles usavam uma combinação de símbolos, rituais, invocações e meditações como parte de sua prática.

Além de suas atividades esotéricas, a Golden Dawn também estava envolvida em debates intelectuais e filosóficos da época. Seus membros influenciaram e foram influenciados por várias figuras literárias e artísticas, incluindo William Butler Yeats e Aleister Crowley.

Aleister Crowley

A Golden Dawn teve uma relação significativa com o Tarot, e sua abordagem influenciou profundamente a interpretação e o uso das cartas dentro da tradição esotérica. A ordem incorporou o Tarot em seus sistemas de ensino e prática, e muitos de seus membros, incluindo Aleister Crowley, exploraram e expandiram essas conexões.

Arthur Edward Waite também fazia parte da ordem e foi lá que conheceu a ilustradora Pamela Colman Smith. Juntos, eles tiveram uma colaboração notável que resultou na criação de um dos baralhos de Tarot mais famosos e influentes da história: o Tarot Rider-Waite-Smith.

Arthur Edward Waite -Wikimedia Commons.

Arthur Edward Waite era um estudioso do ocultismo, autor e membro ativo da Golden Dawn. Ele tinha um profundo interesse no Tarot e na alquimia, e buscava criar um baralho de Tarot que fosse mais acessível e simbolicamente significativo do que os baralhos anteriores.

Pamela Colman Smith, por sua vez, era uma artista talentosa. Eu vou colocar aqui embaixo um link para um vídeo onde conto sua história completa. Sua habilidade artística e sua compreensão dos simbolismos esotéricos a tornaram a escolha natural para trabalhar com Waite na criação do novo baralho de Tarot.

Pamela Colman Smith

O baralho mais vendido no mundo foi publicado pela primeira vez entre 1909 e 1910, com ilustrações de Pamela Colman Smith sob a orientação e a direção de Waite. A intenção deles era produzir um baralho que incorporasse os princípios esotéricos da Golden Dawn e fosse visualmente expressivo o suficiente para transmitir esses significados de forma mais direta e compreensível.

As cartas do Tarot Rider-Waite-Smith são ricamente ilustradas com imagens simbólicas e cenas que representam os significados e os conceitos do Tarot de maneira vívida.

Ao contrário de alguns baralhos anteriores, o Tarot Rider-Waite-Smith foi projetado para ser mais intuitivo e acessível, permitindo que os leitores identifiquem facilmente os temas e os símbolos das cartas.

Ele também teve um impacto significativo na interpretação moderna do Tarot. Muitos baralhos de Tarot posteriores foram influenciados por suas imagens e simbolismos.

A colaboração entre Waite e Pamela na Golden Dawn resultou em uma obra que continua sendo uma das ferramentas mais populares e amplamente usadas para a leitura de Tarot. O Tarot Rider-Waite é valorizado não apenas por sua rica iconografia e significados esotéricos, mas também por sua capacidade de comunicar de maneira clara e profunda os insights e as mensagens do Tarot.

Alguns esboços dos desenhos de Tarot da Golden Dawn encontram-se hoje no Museum of Witchcraft, que fica localizado em Boscastle, Cornwall, na Inglaterra.

O Museum of Witchcraft é dedicado à preservação e exibição de artefatos relacionados à bruxaria, magia, paganismo e ocultismo. Sua coleção abrange uma ampla gama de itens, incluindo objetos ritualísticos, ferramentas mágicas, livros, arte e muito mais.

Conforme os anos se passaram, a Golden Dawn começou a enfrentar conflitos internos e divisões. A ordem se desintegrou em partes separadas após disputas entre seus membros e liderança. Além disso, durante a Primeira Guerra Mundial, muitos de seus membros foram afetados, e a organização original deixou de existir.

Apesar disso, a influência da Golden Dawn continuou a ser sentida nas décadas seguintes. Seus ensinamentos e práticas contribuíram para o desenvolvimento do movimento ocultista e esotérico moderno, e muitos grupos e tradições subsequentes foram inspirados por sua abordagem da magia e do conhecimento esotérico.

Quer aprender Tarot comigo? Conheça meus cursos com inscrições abertas AQUI.