A Ordem Rosacruz é uma organização filosófica e educacional que remonta ao século XVII e que tem suas raizes nos alquimistas, místicos da idade medieval ou ainda nas escolas antigas da Grécia e do Egito.

Ela é baseada em uma tradição esotérica e mística que mistura elementos de filosofia, religião, alquimia, ocultismo e outras disciplinas espirituais para estudar as leis naturais do universo.

Para os rosacrucianos, se entendemos estas leis naturais do universo, podemos viver em harmonia. Compreender as leis naturais que governam nosso estado fisico, mental, emocional, psiquico e espiritual nos leva a prosperidade e à paz de espírito. O obejtivo final da ordem é permitir que sejamos capazes de tomar as rédeas da nossa própria vida e ajudar as pessoas ao nosso redor a alcançarem uma existência mais feliz e saudável.

Quer conferir este conteúdo em video? Clique na imagem abaixo para assistir!


No momento em que prestamos muita atenção a qualquer coisa, até mesmo a uma folha de grama, ela se torna um mundo misterioso, impressionante e indescritivelmente magnífico.” – Henry Mille

De onde vem o termpo Rosacruz?

Acredita-se queo termo “Rosacruz” vem de uma série de manifestos que começaram a circular na Europa no início do século XVII, alegadamente escritos por um misterioso “Christian Rosenkreuz” (Cristão Rosacruz).

A lenda de Christian Rosenkreuz é central para a tradição rosacruz e tem sido objeto de especulação e interpretação ao longo dos séculos.

Segundo a lenda, Christian Rosenkreuz nasceu no século XIV e viajou pelo Oriente Médio, onde estudou diversas disciplinas esotéricas e alquimia possivelmente com turcos, arabes e persas, além de ter tido contato com os astrólogos do deserto. Todo o seu percurso, viagens e conhecimento adquirido durante a jornada fazem conexão com a busca do indivíduo pela iluminação, assim como vemos na jornada do Tarô.

Após adquirir esse conhecimento, ele retornou à Europa e fundou a Ordem Rosacruz com o objetivo de disseminar sabedoria espiritual e conhecimento oculto.

A lenda de Rosenkreuz é narrada principalmente nos manifestos rosacruzes, como os “Manifestos Rosacruzes” (Fama Fraternitatis, Confessio Fraternitatis e Núpcias Alquímicas de Christian Rosacruz). Esses textos foram publicados anonimamente no início do século XVII na Europa, gerando um grande interesse e especulação sobre a existência real da Ordem Rosacruz e seu fundador.

Acredita-se inclusive que a Ordem Rosacruz teve influência e inspirou a Ordem da Golden Dawn, sobre a qual já falei em outro conteúdo por.

Apesar de sua cruz, o símbolo da organização não tem conotação religiosa é anterior ao Cristianismo. A cruz simbolicamente representa o corpo humano e a rosa representa a consciência do indivíduo em desenvolvimento. Juntas, a rosa e a cruz representam experiências e desafios de uma vida reflexiva e bem vivida.

A Ordem Rosacruz moderna, muitas vezes chamada de “AMORC” (Antiga e Mística Ordem Rosae Crucis), é uma das organizações mais proeminentes que reivindicam descendência dessa tradição conectada com as fundações do passado.

Quando a RosaCruz foi fundada?

Fundada nos Estados Unidos no início do século XX, a AMORC promove um conjunto de ensinamentos que visam o desenvolvimento espiritual, a auto-realização e o aprimoramento pessoal. Para a AMORC, o misticismo é uma prática que nos conecta diretamente com o divino, não importa o que você entenda por divino, sem a intervenção de alguém que ocupe uma posição mais elevada.

A Ordem Rosacruz muitas vezes se baseia em símbolos e alegorias, e sua filosofia abrange uma ampla gama de tópicos, incluindo espiritualidade, metafísica, cura, alquimia interior e desenvolvimento pessoal. Eles oferecem uma variedade de materiais de estudo, meditações, rituais e práticas destinadas a ajudar os membros a alcançar um maior entendimento do universo e de si mesmos. Para a ordem, você não precisa acreditar em todos os ensimentos com os quais tem contato ao longo do percurso, mas tem a liberdade para testar e perceber por si mesmo a ordem na experiência de vida humana.

O caminho Rosacruz incorpora tanto a metafísica quanto o misticismo. Metafísica é aquilo que vai além dos cinco sentidos físicos; como por exemplo, a intuição, a visualização e técnicas de cura. Já o misticismo é o processo pelo qual você pode eventualmente experimentar a união direta e consciente com o absoluto, com a Mente Divina, com a Inteligência Universal, ou como alguns alunos da Rosacruz costumam chamar de “Deus de seus corações” (em inglês “God of their hearts”) .

A relação da Rosacruz com a Alquimia

A alquimia – a arte da transmutação – também tem destaque dentro dos ensinamentos da Rosacruz. Ela ganhou importância com os gregos alexandrinos, foi então apresentada aos árabes, que depois transmitiram esta arte precursora da química para a Europa. Os alquimistas desempenharam um papel fundamental no início da história da Ordem Rosacruz.

Embora muitos alquimistas estivessem interessados ​​em fabricar ouro, outros estavam mais preocupados com a transmutação do caráter humano. Foram os Alquimistas europeus e os Cavaleiros Templários, em contato com a civilização árabe na época das Cruzadas, que trouxeram grande parte dessa sabedoria para o Ocidente.

Alquimistas renomados

Alguns dos renomados alquimistas que também foram Rosacruzes ou estavam intimamente associados a eles foram Albertus Magnus, Roger Bacon, Paracelso, Cagliostro, Nicholas Flamel e Roberto Fludd. Outras personalidades conectadas ao movimento foram Leonardo da Vinci, Rene Descartes e Benjamin Franklin.

Ao longo do século XXI, centenas de milhares de pessoas têm estudado os ensinamentos  da Rosacruz. A AMORC acredita que estes ensinamentos irão desempenhar um papel cada vez mais importante na evolução da humanidade. Com o rápido avanço tecnológico e seus efeitos sobre o meio ambiente e a psique humana, as pessoas estarão cada vez mais em busca de uma fonte interior confiável de força e equilíbrio.

Talvez agora, mais do que nunca, estejamos preparados para uma orientação espiritual que irá nos conduzir para a harmonia e a paz.

A ordem também acredita que no futuro muitos dos ensinamentos que compartilha serão provados pela Ciência. Só que enquanto isso não acontece, a gente segue estudando e compartilhando estes ensinamentos ancestrais por aqui.

Se você tem curiosidade sobre esse tema, aqui você pode acessar o site da AMORC para você conhecer mais a respeito. Lá, você poderá baixar ebooks e outros materiais caso queira se iniciar neste conhecimento milenar.

Se você curtiu esse conteúdo, compartilhe com alguém que também se interesse por estes assuntos para que eu continue compartilhando conhecimento de valor com você.

Se esse foi seu primeiro contato comigo, aqui você pode saber mais sobre mim e sobre meu trabalho, como acontecem minhas consultas e os cursos online com inscrições abertas nesse momento.

E assim, seguimos juntas nesta busca de transformar chumbo em ouro.

A consciência nunca nos engana e é o verdadeiro guia da humanidade. Ela é para a alma o que o instinto é para o corpo; quem a acompanha, segue o caminho direto da natureza e não precisa temer ser enganado.” – Jean Jacques Rousseau – filósofo francês